Guia Prático de Como Fazer uma Boa Fanfiction: Tempo Cronológico e Psicológico


O tempo é um dos principais elementos do enredo, já que toda ação demanda um tempo e pensar nisso cuidadosamente é muito importante para que a história ganhe cada vez mais um ar de “realidade”. Além disso, é importante utilizar uma forma de registrar o tempo que não confunda seu leitor.
Vamos lá?
Existem dois tipos de tempo: o cronológico e o psicológico, que veremos com mais detalhes.


Tempo Cronológico
Está determinado explicitamente por datas: dias, semanas, meses, anos, décadas, etc. Você sabe exatamente quando aconteceu determinado fato.

O ano era 1840. Naquele dia – uma segunda-feira do mês de maio – deixei-me estar alguns instantes na Rua da Princesa” (Machado de Assis). 



Tempo Psicológico
Passa apenas na cabeça do personagem e é geralmente usado em narrativas de primeira pessoa. Não há referências a qualquer data exata.

Fará somente vinte e quatro horas que me deixaram aqui derreado? Somo vinte e quatro, quarenta e oito, setenta e duas. Isto setenta e duas horas. Os chinelos desapareceram: ficarei aqui provavelmente um mês, dois meses” (Graciliano Ramos).
 Neste caso, o personagem apenas estima que horas podem ser, não sabe se é dia ou noite, em que dia da semana ou em que mês está. As horas passam apenas em sua cabeça e ele não tem como ter certeza se elas realmente passaram ou quantas foram.


OBSERVAÇÃO:
Os dois tipos podem ser em enredos lineares ou não-lineares. Será linear quando a história avançar seguindo determinada linha temporal (começo-meio-fim nessa ordem). E será não-linear quando essa estrutura temporal for quebrada; por exemplo, o meio pode vir primeiro, fazendo as vezes de começo, ou são inseridos flashbacks no meio da trama.


Você pode tranquilamente mesclar os dois tipos em sua história, depende de seu objetivo e do momento. Há alguns eventos que podem ficar melhores com a data explícita, como por exemplo quando ocorre algum evento importante.
Já outros, podem passar apenas na mente do personagem, como por exemplo a passagem daqueles dias que não acontecem muita coisa interessante, a preparação para algum evento, quando o personagem é aprisionado e não tem como saber dos dias, entre muitos outros casos.
Também é importante que você tenha certo controle dessa passagem do tempo para poder manter a verossimilhança, especialmente em algumas situações, como quando há uma viagem na história. Controle do tempo também é bom para saber onde e quando seus personagens estavam em certas partes da história, podendo assim desenvolver melhor sua trama e até conseguir subplots.
Especialmente se você não vai seguir a ordem começo-meio-fim, ter um registro da passagem de tempo pode ajudar você a não se perder no “tempo e no espaço” (piadinha infame), uma boa dica é fazer uma linha do tempo com tudo o que acontece na sua história. Determine uma data para o começo e registre os eventos que acontecem nesse dia, depois com o dia seguinte e assim sucessivamente. Coloque tudo, para não se perder, e depois você decide quais desses eventos aparecerão na história ou serão apenas mencionados ou rememorados pelo personagem.
É importante que essa linha seja cronológica, mesmo que você não vá seguir a ordem começo-meio-fim ou sua história se passe apenas no tempo psicológico. Assim você não embaralha as coisas e dificulta seu entendimento.
Você também pode decidir se a indicação das datas vai aparecer para o seu leitor ou não. Em “Sem Deixar Vestígios”, primeiro livro da minha série “Moonlight” (cuja degustação você pode ler aqui), optei por mostrar as datas porque esse acompanhamento é bem importante. Já em outras, a passagem do tempo é cronológica, mas não aparece para o leitor a indicação do dia do mês em que ocorre (como em “Firestorm”) ou esse registro é feito através da troca de correspondências e lembranças dos personagens (como em “Sangue Eterno”).
Independente do tempo que você escolha, faça o possível para situar bem o leitor, ainda que não apareçam horas, dias ou meses. Marque acontecimentos no passado ou futuro de uma forma que o leitor seja capaz de saber que não é o tempo “normal” da trama, sem necessariamente deixá-lo explícito como “Flashback on” e, mais adiante “Flashback off”. Você pode pular linhas, marcar esse trecho em negrito, itálico, colocar marcadores como “xxx” entre as cenas ou outro de sua escolha... Encontre a forma que mais lhe agrada.
Até o próximo post.

Balanço do Camp NaNoWriMo - Abril/17


São 22:13 do sábado e saibam que esse post quase não saía. Vamos agradecer a Nossa Senhora da Manutenção de Computadores pela graça alcançada.
Mas enfim... Vamos lá! Se você acompanhou minha série de posts no mês passado, já deve estar bem por dentro da minha trajetória no Camp. Caso não, esse post será um apanhadão geral sobre tudo, mas te recomento ir catar os posts de abril e ler tudo direitinho. Já se você não sabe do que se trata, só clicar neste link para se inteirar, e depois volta aqui pra gente conversar ;)
Mas vamos lá...
Esse ano resolvi ter um desafio em dobro. Ao invés de terminar uma história só, resolvi avançar com duas. "Sangue Eterno" foi uma das primeiras histórias que fiz, terminei e postei no Nyah. Tenho um carinho inacreditável por ela até hoje, mesmo ela tendo umas partes meio pombo ou inexplicáveis. Foi justamente para corrigir esse caminhão de problemas que resolvi reescrevê-la e deixá-la melhor, mais fluida, mais rápida, mais alta, com mais cabelo, com mais brilho, com mais coisas divônicas HAHAHAH
Já "Firestorm" é inspirada na antiga continuação de "Sangue Eterno", mas em uma época mais atual e um plot mais tretístico e movimentado. A ideia é que sejam duas histórias independentes, apenas relacionadas. Ou seja: quem quiser ler ambas, vai ficar sabendo de muito mais coisa desse universinho que estou construindo com tanto cuidado pra vocês. Mas quem quiser ler só uma ou só a outra, não tem problema. Vai entender o enredo do mesmo jeito.
Minha grande dificuldade pra SE principalmente foi que ela demorou para engatar, e minha grande sorte foi as decisões tomadas antes do Camp começar. Basicamente, peguei uma lista de cenas (que sempre faço quando planejo uma história) e fui ver na primeira versão quais cenas eu poderia aproveitar. Até que aproveitei bastante coisa, mas preciso reescrever alguns pedaços para melhorar ambientação e desenvolvimento de alguns personagens e tramas, além de encaixar melhor as cenas que fiz do 0.
Com FS, o processo foi semelhante. Vou aproveitar bastante coisa da primeira versão, mais até do que SE, mas precisei escrever muitas outras coisas, já que resolvi inserir algumas subtramas que não existiam originalmente, e inseri alguns personagens novos, que preciso desenvolver.
O lado bom é que consegui cumprir meu objetivo. Toda a parte inédita das duas histórias está concluída. Em SE deu pouco menos que as 30k que eu tinha pensado originalmente, mas o que importa é que funcionou.
Agora vem o lado complicado: esses dias que fiquei offline, comecei a refletir melhor sobre os enredos e decidi que tenho dois caminhos (um em cada) que deixaria tudo bem mais interessante e verossímil: ou seja, lá vem mudança. Essa parte é difícil porque não são meras mudanças pontuais, daquelas que a gente faz aqui e não impacta no resto. Essas mudanças vão realmente dar uma sacudida no pot, mas deixando meu lado escritora de lado: prefiro que meus autores preferidos demorem pra postar, mas tragam à luz uma história linda e fechadinha, que postar rápido e a história não ter pé nem cabeça. Imagino que meus leitores pensarão o mesmo. Então prefiro segurar mais um pouco e fazer bem feito a deixar de qualquer jeito e daqui uns anos querer reescrever tudo de novo.
Agora vamos à surpresinha do mês: eu realmente não estava esperando fazer isso. Fiquei em choque quando a ideia brotou em minha cabeça. Quando dei por mim, estava lá começando a continuação de Moonlight no maior estilo "miga, para, não começa isso n-AH, FODA-SE". Foi pouco depois de eu concluir tudo o que tinha planejado para SE e FS, e como tenho uma meta secundária de escrever todos os dias do mês em tempos de Camp e NaNo, tinha que catar outro projeto pra não deixar a peteca cair. Devo ter concluído umas 15 cenas, a maioria pequena, mas tem umas 4 bem grandes e que foram bem complicadas.
Só me resta torcer pra revisão ser menos sofrida que da parte 1.
Agora vamos ao que interessa: a contagem!
Depois que terminei tudo, fui correndo fazer a contagem total de palavras. O resultado foi o seguinte, segundo meu Word:


Isso que eu só tinha planejado escrever 60k
Como todo mundo que me acompanha nessas andanças escritorárias (a palavra nem existe, mas ok) sabe a essa altura, o contador do Camp/NaNo é um pouco diferente. Ainda sigo na minha odisseia de tentar descobrir que critérios eles usam, mas não achei nada.
O fato é que, pelo menos, o contator deles bota tua quantidade de palavras pra cima:


Os dois prints foram do último dia (por isso tá ali "words written today", aka "palavras escritas hoje"), antes e depois da validação final, obviamente.
Agora que passamos da fase da recapitulação da aventura, vamos para o saldo do mês: o Camp/NaNo é a coisa mais incrível que vi na vida, a mais foda que já tive o prazer de participar. Não apenas porque ganhei tudo até agora, mas principalmente porque esfrega na minha cara a puta preguiçosa que sou. Só escrevo e trabalho sobre pressão. Odeio essa minha característica e estou trabalhando para mudá-la, o Camp/NaNo é o ponta-pé que eu preciso pra escrever mais sempre. Só preciso largar a procrastinação nos outros campos da vida.
Sou praticamente uma Testemunha do NaNoWriMo, vivo batendo de porta em porta virtual "com licença, tem um minutinho pra ouvir falar das maravilhas que esse desafio pode fazer com sua vida de escritor/a?". E é realmente verdade. Vale muito a pena tentar, gente. Mesmo que você não ganhe, mesmo que você não chegue ao fim, ainda assim a experiência é válida por te tirar da inércia, por agitar sua mente e te colocar para trabalhar de uma forma totalmente nova.
Falo por mim agora: muitas vezes achamos que estamos bloqueados, que nunca mais vamos escrever, que estamos sem tempo, mas é apenas desculpinha de nossa mente para esconder o fato de que estamos procrastinando.
Claro que escrever deve ser um hobby antes de tudo. Mesmo pra quem ganha a vida assim, você tem que gostar do que está fazendo, tem que se divertir com aquela história. Por isso mesmo, sei que se forçar a fazer algo pode ter o efeito contrário, mas em algum momento você vai ter que sentar a bunda na cadeira e escrever se quiser tirar da mente essas ideias que te atormentam. Suas histórias não vão se escrever sozinhas, e essa pra mim é a melhor lição que o Camp e o Nano deixam. Não adianta eu choramingar que não posto nada, que não tenho mais leitores, que ninguém sabe mais quem sou eu na fila do pão do Nyah. Antes de conseguir meu lugar ao sol no mundo literário (mesmo que amador), eu preciso postar coisas novas.
Mas para isso eu preciso terminá-las.
E, obviamente, preciso começá-las para poder chegar ao fim.
Então que tudo o que coloquei aqui sirva pra te motivar a largar a preguiça de lado e voltar ao trabalho.
LARGA ESSA INTERNET E VAI ESCREVER!
Até o domingo que vem ;)

Diário de Bordo Camp NaNoWriMo - Abril/17 - Dia 30


Ainda não é nem uma da manhã e eu já alcancei 1,2k. Sim, é o último dia, mas é apenas o começo do meu trabalho. Daqui até começar a cair de sono, quero alcançar os 90k. Espero conseguir rs
Terminei uma cena hoje e uma antes de virar a meia-noite, então Moonlight 2 caminha muito bem


Quero adiantá-la ao máximo, daí quem sabe já não termino a parte dois no Camp de Julho e a 3 em novembro?
Não custa sonhar HUE
A cabana está assim:


Ainda vai mudar, daqui até o fim do Camp DE VEZ, mas tá aí VEMK, 90K
Rimei rs
E vocês? Alguém aí ainda vai escrever hoje?
Nos vemos domingo que vem, porque né? Preciso descansar as mãos por um bom tempo agora rs
Bjs :*

Diário de Bordo Camp NaNoWriMo - Abril/17 - Dia 29


O Camp está acabando. Graças a Deus, porque não tenho mais dedos HUE
Por mais divertido que seja escrever nas histórias que a gente ama, tem horas que dá uma cansada, não é mesmo? Principalmente tendo revisões tão complicadas em vista (se com Moonlight, que foi um amorzinho pra sair, já estou sofrendo pra arrumar umas partes, imagine com SE e FS, que foram altamente sofridas?)
Mas estamos caminhando. É o que importa!


Agora com balãozinho roxo
Foi pouco, um dos dias que menos escrevi, mas pretendo continuar a cena para terminá-la mais tarde, então está tudo bem rs
A cabana está assim:


Já passei de 85k Melhor notícia do dia rs
Mas e vocês? Ainda escrevendo? Ou já chutaram o pau da cabana-DIGO, da barraca? rs
Até amanhã :D

Diário de Bordo Camp NaNoWriMo - Abril/17 - Dia 28


Olha só quem ainda estou escrevendo a poucos dias para o fim do Camp :D
Hoje terminei mais uma cena compridinha e apesar de ter achado o final meio pombo, gostei bastante do todo. O meio dela ficou ó


Jesuis, estou quase em 85k, então me surgiu a dúvida: será que bato 90k antes do fim? Não custa tentar.
A cabana está assim:


Minha média diária já passou 3k, como eu queria
E vocês? Animados nessa reta final ou já largaram? HAHAHAHA
Até amanhã :3

Diário de Bordo Camp NaNoWriMo - Abril/17 - Dia 27


OMG, vou precisar de uns pulsos novos depois desse Camp.
Depois de passar o fim de noite tentando escrever algo para não ficar com o dia vazio e alcançar quase 2k, enveredei pela madrugada escrevendo uma cena complicada e tensa e fiz mais de 4k! HELP!


A cena está longa? Sim.
Foi cansativa? Muito (tem MUITO emocional envolvido, e sempre fico tensa porque não acho que sou muito boa nisso).
Foi difícil? Pra caralho.
Vou precisar dividir no meio quando postar? Inclusive.
Mas ficou LINDA! Eu simplesmente amei o resultado, mesmo não sendo exatamente sentimentos bons envolvidos. Consegui ver as coisas como a personagem em questão viu e acho que ficou muito boa.
Mas vamos ver na revisão HUE
A cabana está assim:


EITA PORRA, 80CÁ! :o
Mas e vocês? Como estão indo?
Até amanhã :D

Diário de Bordo Camp NaNoWriMo - Abril/17 - Dia 26


Pessoal, hoje não vai ter post com o diário de bordo porque não deu pra escrever de madrugada (culpa da bitch da rinite) e o dia foi cheio, estou nesse exato momento tentando correr pra alcançar a meta do dia. São 21:56 e ainda não estou nem perto dos meus 2k, então não vai dar tempo de postar aqui :(
Mas sigo escrevendo e vejo vocês mais tarde :*

Diário de Bordo Camp NaNoWriMo - Abril/17 - Dia 25


E eis que termino mais uma cena de ML2 que tem tudo pra ser uma das minhas preferidas rs Zoeira corre tão solta aqui que até os personagens são pequenos trolls.
O problema é que sigo a abaixo da minha meta diária de 2k, e daqui a pouco vou ter que escrever umas 5 mil palavras pra recuperar rs


Mas a história tá andando, pelo menos, é o que importa, não é mesmo? rs
A cabana está assim:


OH, NOES, minha média diária estava em mais de 3k. Partiu correr pra escrever mais ainda hoje e recuperar isso! Questão de honra agora rs.
E vocês, como estão indo? Calma que tá quase acabando HUE
Até amanhã :*

Diário de Bordo Camp NaNoWriMo - Abril/17 - Dia 24


Hoje escrevi um pouco menos que ontem porque fui organizar umas coisas pessoais aqui e acabei atrasando, mas pra quem começou meio no susto, até que fui bem. Eu queria escrever 2k todo dia mesmo quando passasse a meta... já deve ser o quinto dia que furo, mas tudo bem. Eu supero rs


Se eu quiser manter a meta diária em 2k nessa reta final, vou ter que escrever quase 1,5k pra recuperar, mas tudo bem. Dou um jeito rs
A cabana está assim:


Preguiça de depois ter que validar tudo de novo já batendo rs
Mas e vocês, como estão? Quem já terminou, levanta a mão e grita "eu" aqui nos comentários.
Até amanhã :D

Diário de Bordo Camp NaNoWriMo - Abril/17 - Dia 23


Gente, hoje eu declaro oficialmente o dia da preguiça. Sério, minha única vontade era D & D, deitar e dormir.
Mas como a preguiça é inimiga do trabalho, enfrentei o soninho e ainda consegui terminar uma cena longa. Não é nada, não é nada, já tenho dois capítulos de ML 2 prontos.


A dúvida que fica é se vou sofrer tanto na revisão dessa parte dois quanto na da parte um. SOCORR!
A cabana está assim:


Mas e vocês? Ainda escrevem ou o ânimo se mantém vivo com a ajuda de aparelhos? rs
Até amanhã :*