Humor Mortis

sábado, fevereiro 07, 2015
Já disse isso pra algumas pessoas, mas hoje quero deixar escrito e claro aqui na internet um dos meus desejos pós-morte. Além de, claro, doar todos os órgãos que ainda funcionem (com a dieta que levo, acho que não serão muitos) e querer ser cremada e colocada naquelas urnas ecologicamente corretas pra virar árvore (talvez a única coisa útil que eu vá fazer pra humanidade), tenho cultivado uma ideia muito curiosa.
Pretendo fazer uma mega-compilação de todos os meus podres e merdas feitas ao longo de toda a minha vida (o primeiro volume vai ser maior do que todos os livros do Martin e do Tolkien publicados até hoje juntos e só vai dar pra cobrir os primeiros 10 anos) e dar para um humorista de stand-up (o que mais estiver fazendo sucesso na época) para fazer um show de humor no meu velório.
Vai ser muito interessante ficar assistindo do além as caras dos amigos e parentes ao ouvir todas as besteiras que eu já fiz. Todos as conversas que printei e mandei pras amigas sem os boys saberem. Todas as vezes que pensei em matar algum fulano ou fulana mentalmente de umas vinte vezes diferentes enquanto sorria e cumprimentava o energúmeno em questão. E mais um monte que não posso dizer agora senão vocês vão se juntar e me matar antes, o que vai foder todo meu planejamento.
Como eu ia dizendo, esse humorista pica das galáxias vai fazer todo mundo chorar de rir com minha partida (alguns por realmente estar engraçado, mas a maioria por alívio). E como eu sei que a maioria vai se ofender e achar um absurdo risos em um velório/enterro, escrevi essas linhas para justificar a escolha.
Quem me acompanha no Facebook já deve saber que minha política é "se gosta de mim, me dê flores em vida". Todos esses atos de bondade post mortem são uma baboseira. Uma vontade maluca de parecer bom aos olhos dos outros. Afinal, "pessoas boas não devem falar coisas ruins de pessoas mortas".
Meu ovo esquerdo inexistente que não devem!
Se o cara era um desgraçado, filho da puta, exu sem luz, deveria permanecer assim depois que morre. Mas não. Vira santo, perfeito, protetor dos animais abandonados e das criancinhas indefesas, mesmo que em vida virasse a cara para crianças carentes e chutasse cachorrinhos perdidos.
É para acabar com essa aura de "santidade do morto" que pretendo fazer isso. Não quero ninguém me levando a sério nem com lagriminhas de crocodilo depois que eu me for. Quero todo mundo rindo no meu stand-up morte, seja por me achar uma pessoa engraçada, uma sem-noção ou mesmo uma cretina. Mantenha suas opiniões sobre mim. Pode continuar gostando de mim se você gosta, me odiando se você me odeia, ou não ligando se você tem bom senso. Eu também não ligaria se fosse você.
Não vou ficar nem um pouco contente vendo todo mundo fazer média pra quem ficou. Quer me mandar flores, me visitar ou falar o quanto eu importo? Aproveite enquanto estou na sua frente, meu Facebook está no ar, meu celular ainda funciona e eu ainda não mudei de casa. Se esperarem eu sair daqui pra ir morar na Cidade dos Pés Juntos já vai ser tarde demais.
Por fim, recado pra quem não me suporta: por favor, continuem assim depois que eu morrer. Sejam autênticos. Esse pessoal que odeia fulano e depois vem falar como aquela pessoa foi uma mente extraordinária, teve um grande coração ou vai fazer falta a quem ficou é muito verão passado. Sejam modernos. Falem a verdade. Nem precisa ir ao velório, se não quiser. Eu entendo e respeito.
Mas quem for e ficar "mimimi não se faz piada com morte" no meio do negócio ou falando que eu era uma boa pessoa quando me achava uma desgraçada que desperdiçava oxigênio, eu volto pra puxar o pé a noite. Não sei vocês, mas eu prefiro a zoação sincera às condolências fingidas.

Um comentário:

  1. Adorei a ideia, Michele! Adoro pessoas bem humoradas e de ideias criativas, então já estou te adorando! E ao blog também, é claro.
    Por favor, se você fizer seu stand-up morte, exijo ser avisada, porque eu com certeza irei!
    Se você conseguir ver do além, serei a que estiver rindo mais alto! haha
    Beijos ;*

    ResponderExcluir

Não gostaria de entrar e tomar uma xícara de café?

Tecnologia do Blogger.