Comportamentos que me irritam: em redes sociais

sábado, abril 11, 2015
Olá, pequenos gafanhotos.
Espero que vocês estejam bem. Se não estiverem, espero que tenham muito sorvete e chocolate em casa.
De qualquer forma, venho hoje trazer um conjunto de irritações que é meio coletivo. Vejo muita gente reclamar da mesma coisa, mas poucos tem coragem de centralizar tudo num só lugar e ainda divulgar na timeline pra todos os amigos, mesmo correndo o risco de vários deles vestirem uma carapuça que nem é pra eles e virarem a cara.
Inclusive, aproveitem pra divulgar também, seja como forma de se divertir junto com amigos ou alertá-los sutilmente para a conduta deles nas redes sociais. Se você chegou até aqui através de um amigo, vou considerar que ele apenas quer rir junto com você.
Ou tenho uma má notícia.
Enfim, vamos lá. Não é um top 5. Como disse outra vez, se eu for organizar tudo assim, só vai ter top nessa merda de blog. Também me causa vergonha ter que explicar algo tão básico que deveria estar óbvio, mas não é minha intenção interferir na autonomia de ninguém, é somente reclamar mesmo. Afinal, você tem direito de postar o que quiser e a gente tem o de achar tudo uma merda. Também não venham com "ain, mas eu faço X e não sou chato". Ótimo. Meus parabéns. Tome aqui seu biscoito e seja feliz.
Lá vamos nós. Segurem-se nas cadeiras, é muita vergonha.

Ativistas monotemáticos. Não importa qual é a causa nem se o que ele ou ela defende é algo justo. É o tipo de pessoa que vai postar mil e um status a respeito, compartilhar mil imagens e mensagens sobre o assunto, vir debater em qualquer coisa que você poste que passe perto do tema e ainda te demonizar se você discorda. Eu prefiro concordar só pra pessoa calar a boca, mas quando estou de bom humor fico quietinha na minha e só vejo pessoal se matando nos comentários. Adoro. É meu esporte preferido.

Postadores compulsivos. É o pessoal que posta o que come, pra onde foi, com quem foi, o que fez, o que pensa.... Não tem filtro nenhum pra saber que tem coisas que devem ficar em privado. Pessoas que fazem isso, talvez eu tenha uma péssima notícia pra vocês: você não é tão importante assim pra o fato de ver sua after-sex-selfie fazer alguma diferença na minha vida. Só acho você brega, dou uma risadinha e oculto a postagem da minha timeline.

Gente que manda "beijin nu onbru pro recauke paçar lonji". A pessoa escreve errado e deixa de suprir necessidades básicas pra vestir e calçar o que tá na moda. É manipulável e alienada, não conhece nada mais além do Universo Umbigo e acha que qualquer coisa que você fala dela, mesmo que seja um conselho, é inveja. Fio(a), se eu fosse ter inveja, seria de alguém que, pelo menos, sabe escrever corretamente redes sociais a fora e tem noção de prioridades. Posso não ter um iPhone super moderno, mas minha geladeira está cheia. A vida é feita de escolhas.

Gente que visualiza, mas não responde. Puta que pariu, que ódio. Você tá lá conversando tranquilamente com um Zé (ou Maria) Ruela qualquer e tudo parece okay. Até a pessoa visualizar tua mensagem e não responder. Custa alguma coisa dar satisfação? Prefiro o "não quero falar, some daqui", vai ignorar tuas nega, eu não. Principalmente quando a gente não fez nada e o/a filho/a da mãe passa a fazer isso sem motivo. Depois minha faca cai acidentalmente nessa galera umas 25 vezes e vocês vão ficar me culpando...

Carentes. "Fulano está se sentindo doente". "Fulano está se sentindo triste". "Ninguém me ama". AFF. Tá doente, vai pro hospital. Está triste, vai ocupar a cabeça. Tá deprimido, procura ajuda especializada. Em adolescentes, eu até desculpo, mas adultos não. Pior ainda os que saem se auto-diagnosticando. Depressão, transtorno bipolar e afins são doenças sérias. Pelo menos vai ler a respeito antes de sair alardeando aos quatro ventos que tem isso. Inclusive o remédio pra pessoas assim é arrumar mais louça pra lavar. Quer chamar a atenção, pendura uma melancia no pescoço e para de encher meu saco.

Gente que escreve errado por preguiça. Não precisa escrever tudo milimetricamente certo, parecendo até que está com uma gramática ou dicionário do lado, mas um mínimo de palavras certas é fundamental pra facilitar a compreensão da sua mensagem. E se você estudou, não tem desculpa pra escrever errado. Chute a sua preguiça pra longe e escreva como gente, sem parecer que bateu a cabeça do teclado e mandou o que saiu.

Politiqueiros. 2014 foi ano eleitoral, mas 2015 ainda sofre com os efeitos. Ano passado o país estava parecendo o Festival de Parintins do mundo bizarro, mas parece que ainda não acabou. Tudo é dividido entre vermelho e azul, quase rola morte na bagaça e nem sempre quem ganha é quem merece. Só que sem a cultura, o encantamento e com muito mais dinheiro envolvido. É a hora que eu lembro do famoso "não importa quem ganhe, nós perdemos". Meu sonho é viver num país em que a gente possa manifestar qualquer opinião sem ser automaticamente taxado de esquerdista petralha ou coxinha reaça. Quem faz isso tá precisando de uma pia cheia também.

Relógios. 06:00. 12: 00. 15: 01. 22:15. Caralho! Eu tenho relógio em casa, filho da puta. Para com essa merda. E horas iguais não significam nada, só que você é retardado se acredita nessa crendice besta.

Narradores. Cai na mesma categoria anterior. Se eu quisesse ver o jogo, a novela, o reality show, whatever, eu ligava a televisão e assistia. Para com isso ou muda de canal. Se o que você está vendo fosse tão interessante assim, você nem estaria online em primeiro lugar.

Divulgadores. "Já conhece a funerária Vá com Deus?", "Já viu o novo layout do nosso site Blogruimfeitoporumidiota.com.br?", "Já conferiu os novos quartos do Motel Taccalyopal?". Guess what? Nobody cares. Some daqui.

Porteiros. Bom dia. Boa tarde. Boa noite. Pior ainda se vem acompanhado de uma foto do Zé Ruela sem camisa ou da Maria Ruela com um short enfiado no útero. Essa turma é sempre "mega educada". Por isso entenda "faz de tudo pra se promover, mas na vida real não cumprimenta nem a vizinha".

Religiosos fanáticos. Esses irritam qualquer um em qualquer lugar, mas nas redes sociais piora, porque geralmente é parente ou amigos muito próximos e você fica com dó de excluir e/ou bloquear. Nenhum problema você ter sua crença, mas aprenda que religião é tipo pênis: ok ter, mas enfiar a força nos outros não é legal. Pare de achar que só sua forma de ver as coisas é certa, de ver inimigos espirituais em tudo e de querer converter os outros a qualquer custo. Quer ser uma boa pessoa? Ajude pessoas necessitadas e animais abandonados, plante árvores, seja sempre cordial e respeitoso e as pessoas vão ouvir você naturalmente. Não adianta nada ir à igreja todo domingo, mas mudar de calçada quando vê um mendigo ou um cachorrinho doente, vomitar ódio redes sociais a fora e fazer tudo aquilo que condena no outro. Dever de casa pra hoje: caçar no dicionário o significado de "coerência".


E olha, tem muitos outros, mas são mais específicos e não quero dar ibope pra alguns elementos. Menos ainda voltar nesse assunto. Me irritei só de lembrar de algumas coisas pra fazer esse post. Acrescentem o que irritam vocês nos comentários e vamos torcer todos juntos pra criarem uma rede social só pra essa turma se reunir.
Já tenho até uma sugestão de nome: Facepalm.

Por Michele Bran,

Que se morder a língua, morre, se o antídoto não chegar a tempo.

Nenhum comentário:

Não gostaria de entrar e tomar uma xícara de café?

Tecnologia do Blogger.