O Estado de Fluxo e o Milagre Literário

domingo, janeiro 10, 2016

Olá, meu povo.
Não sei se todos leram um dos meus posts antigos, onde eu falava como estava trilhando o caminho de volta à escrita, mas caso ninguém o tenha feito, eu relembro.
Eu estava, entre outras coisas, surpresa com a marca histórica. Afinal, não é todos os dias que conseguimos escrever FUCKING 7 MIL PALAVRAS de uma vez só. Aliás, nem juntando o que eu escrevo em um mês conseguia alcançar isso (ao menos, não nos últimos 2 anos).
Tentei repetir o feito em várias outras vezes, mas nunca obtive resultado até me deparar com esse post do Desfavor (um blog excelente, recomendo, embora não seja pra todo mundo hahaha) e entender o que estava acontecendo. Ou NÃO estava acontecendo, nesse caso.
E hoje trago algo que pode mudar sua vida como escritor(a) ou criador(a) de conteúdo.
Só nesse post descobri o que é o dito Estado de Fluxo que, segundo as próprias palavras do post "é uma teoria proposta pelo húngaro Mihaly Csikszentmihaly onde se observa que em determinadas circunstâncias o ser humano entra em um estado de concentração absoluta, imerso na atividade que está praticando, de tal forma que torna a atividade espontânea e produtiva, graças a esse estado mental".
Basicamente, ao se manter concentrado(a) totalmente no que está fazendo, sua mente entra em um estado em que tudo flui rápido e fácil, você se torna muito mais produtivo(a) e consegue até fazer bem mais do que o normal em menos tempo. Para alcançar esse nirvana criativo, porém, precisamos estar em um ambiente que nos permita alcançar a concentração absoluta, e é aí onde as coisas mudam.
Cada pessoa prefere uma combinação de fatores diferente para poder se concentrar. Eu, por exemplo, só consigo isso em um ambiente bem iluminado sem barulho de conversas, onde a única coisa que eu ouço são as músicas previamente escolhidas por mim para aquele momento. A cadeira tem que ser confortável e eu preciso estar sentada sem nada para atrapalhar meus movimentos.
Porém, há pessoas que conseguem escrever perfeitamente bem em lugares mais escuros ou à meia luz. Há quem precise de silêncio absoluto, ou só escreva meio deitado, por exemplo. Também tem quem só escreva bem à mão (eu não consigo, invejinha boa de vocês). Enfim, há várias combinações possíveis, mas há algo que não muda.
Você não pode ser interrompido(a).
Para que o Estado de Fluxo venha, você tem que estar absolutamente imerso(a) na atividade que está fazendo, o que jamais conseguirá se não estiver em um ambiente propício e, principalmente, em um em que sofra interrupções frequentes.
Aliás, nem precisa ser frequente. Basta ser interrompido UMA vez, e todo seu esforço vai por água abaixo. Você precisará se concentrar profundamente tudo de novo até que o Estado de Fluxo venha (e cuidar para que não seja interrompido(a) uma segunda vez).
É mais ou menos como dormir. Quando acordamos (ou somos acordados) com frequência durante a noite, não conseguimos descansar apropriadamente e acordaremos cansados, fadigados, não importa que tenhamos "dormido" por doze horas. É preciso alcançar o estágio REM para que a mente se "desligue" e a gente possa, de fato, descansar. Faça o teste. Tente acordar a cada duas horas (como eu, umas noites atrás) e observe como acorda na manhã seguinte. Agradeça aos céus se conseguir se levantar da cama sem hesitar ou sem pedir mais cinco minutos.
Com o Estado de Fluxo é a mesma coisa. Quando nossa concentração é profundamente interrompida, cortada ao meio, ele não vem. Ao menos, não como deveria.
Novamente, nas palavras do blog:
"As pessoas que atingem o Estado de Fluxo costumam ficar tão imersas na atividade que perdem a noção do tempo, se sentem no controle total da atividade, relaxados e a realizam espontaneamente, isto é, sem precisar parar e racionalizar o que estão fazendo. (...) a tarefa tem que ser prazerosa para quem a executa, estimulante de alguma forma, atraente".
Ou seja, nem espere entrar no Estado de Fluxo com aquela fic chata, que você acha que já deu o que tinha que dar e quer terminar só por obrigação. Tem que ser uma atividade razoavelmente desafiadora, para que seu cérebro não perca o interesse rapidamente, mas também é fundamental que você goste do que está fazendo de verdade. Precisa ser algo estimulante, caso contrário não vai funcionar.
E aqui vem a parte que parece mágica: "Pessoas que trabalham em estado de fluxo podem render até dez vezes mais em metade do tempo, são mais felizes, ficam menos doentes e muitas, muitas outras vantagens".
Isso não quer dizer, veja bem, que você vai escrever 7 mil palavras em cinco horas. Não quer dizer nem que eu vou ser capaz de repetir o feito algum dia. Mas você pode escrever muito mais e muito mais rápido.
E aqui vem a advertência: ACABE COM DISTRAÇÕES EM SEU LOCAL DE TRABALHO. Completamente.
Se não gosta de som, procure um local silencioso. Se curte luz, procure um bem iluminado, etc. Crie seu ambiente de trabalho da forma que melhor funcione para mantê-lo(a) concentrado(a). Procure uma forma de manter o foco. Se as pessoas ficarem te chamando de cinco em cinco minutos não rola, só que também não adianta nada ficar se sabotando.
Se você é como eu, que acaba parando frequentemente pra fazer outras coisas (como olhar o Facebook, checar o celular, etc.), vale muito a pena deixar o celular longe, desconectar a internet, falar pros parentes que precisa de um tempo pra poder se concentrar, trancar a porta, colocar um som ambiente no fone de ouvido (caso não goste de músicas) para abafar sons externos, etc.
Nada de ficar twittando de 30 em 30 segundos e depois reclamar que não consegue produzir. Você mesmo está conspirando contra seu trabalho.
Por fim, recomendo a leitura do artigo original no blog (num hiperlink em negrito lá em cima, esse template não destaca os links com uma cor diferente, ao que tudo indica D: ) e que procurem saber mais sobre o assunto, no Google ou em palestras no Youtube.
Eu mesma fiquei surpresa ao descobrir que meu frenesi tinha nome e eu poderia tentar emulá-lo novamente, dessa vez com as ferramentas certas. Não é garantia de que eu vá fazer aquilo de novo, infelizmente, mas vai que...
A partir de hoje, retire a frase "preciso de inspiração pra escrever" de seu rol de desculpas.
Busque por concentração. É bem melhor e rende mais.
Até a próxima semana :*

2 comentários:

  1. Só digo uma coisa: Estado de Fluxo, me chama que eu vou.

    http://historiasdawendy.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Muitas vezes acho que é por isso que alguns autores gostam de escrever a noite, sem interrupção ou muitos estímulos. Uma coisa que talvez funcionem para quem se cansa rápido ou está fazendo uma tarefa muito complicada é tentar a técnica do Pomodori, ela tem me ajudado bastante em trabalhos da faculdade. Segue um link: https://youtu.be/hfxfJ7Qa4sg

    Tem alguns aplicativos tipo o Forest: Stay Focused (android/IOS) que travam seu celular por 45 minutos, para que você foque na tarefa que está fazendo.

    ResponderExcluir

Não gostaria de entrar e tomar uma xícara de café?

Tecnologia do Blogger.