Por Que Você Escreve?

domingo, setembro 11, 2016

Nunca fui muito do tipo que se pergunta por que razão faz as coisas que faz, simplesmente vou fazendo e pronto. O resultado disso é que, muitas vezes, eu faço umas merdas incríveis, mas tudo bem. É a vida. Segue em frente. Deus no comando HUE.
Mas recentemente comecei a querer mudar isso e olhar pra dentro tentando encontrar alguns motivos, mesmo que não me pareçam ou não sejam mesmo muito bons. Para um início, já é algo. É importante parar e tentar entender algumas coisas de vez em quando. Faz a gente pensar nelas de outra forma e começar a querer fazê-las de outro modo.
Esses dias me peguei fazendo algumas perguntas a mim mesma e uma delas foi... afinal, por que eu escrevo? Por que eu me dou o trabalho de pensar histórias em detalhes, pesquisar, criar personagens, bolar enredos, planejar e trabalhar nelas?
Seria muito mais simples só ler as histórias dos outros e aproveitar o tempo para estudar, viver, sair, ver série e dormir (coisa que tenho feito cada vez menos e pior, aliás). Mas não. Eu comecei a escrever em 2007 (PELAS BARBAS DO PROFETA, QUASE 10 ANOS! :O) e parei por alguns momentos, mas sempre volto... Por quê, oras?
Eu poderia deixar aqui mil e uma respostas, clichês ou não, mas nenhuma delas seria verdadeira. Eu poderia perfeitamente dizer que escrevo porque as ideias ficariam circulando em minha mente se não o fizesse, por gostar de interagir com as pessoas (embora eu goste mesmo), por gostar de criar coisas (embora eu goste mesmo +1). Mas não sei, me parece que nenhuma dessas respostas é boa o suficiente. Por mais que se aproximem da verdade, nenhuma delas é a verdade em si.
Então cheguei a uma conclusão não muito bonita. Pelo contrário. É até meio egoísta, mas a verdade é assim, às vezes. Nem sempre ela é bonita e nobre. A verdade simplesmente é.
Eu as escrevo histórias que eu adoraria ler, mas ninguém escreveu, então fui lá e peguei essas ideias para mim. Simples assim, e foi tão fácil pra mim encontrá-la como encontro o resultado de 2 + 2 mesmo sendo uma completa imbecil em exatas. Como é abrir os olhos quando acordo de manhã (e assim como abrir os olhos pela manhã é fácil, mas levantar não; essa resposta veio fácil, mas escrever mesmo, tá foda).
Eu me divirto em todo o processo criativo, desde as primeiras delimitações de ideia até o plot completamente pronto, desde a primeira letra ao último ponto, é verdade. Mas nada, absolutamente nada, me diverte mais do que ler minhas próprias histórias depois que os capítulos vão ficando, lentamente, prontos.
Dou risada, choro, me assusto, fico com raiva tudo junto com os personagens. Torço por eles tão verdadeiramente como se fossem pessoas que realmente existem, entro no mundo deles, vejo o mundo como eles veem. Mesmo quando suas vidas são totalmente diferentes da minha ou eu jamais faria algo que eles fizeram (seja por covardia ou por pura falta de interesse), entro naquelas páginas e vivo cada uma dessas vidas como se fosse minha, sabendo que se fosse outra pessoa escrevendo, talvez jamais olhasse por alguns pontos de vista que eu encontro.
É por isso que eu escrevo. Para ter algo legal para ler do jeito que eu queria que fosse. Porque a vida é assim: quando a gente quer que algo fique minuciosamente do jeito que queremos, a gente não enche o saco dos outros. A gente vai lá e faz.
Então JUST DO IT.

E vocês? Também escrevem? Por que escrevem?
Dicas, sugestões, elogios e críticas, deixem nos comentários. E nos vemos na próxima semana ;)

2 comentários:

  1. Meu Deus! Escrevo exatamente por isso! Também adoro reler minhas histórias e me divirto de verdade tanto com a produção quanto com o resultado :D

    ResponderExcluir
  2. "Para ter algo legal para ler do jeito que eu queria que fosse. " fazia tempo que não me identificava tão plenamente com uma frase. Por mais que outras coisas entrem no pacote do pq da escrita (querer saber como x ideia termina, parar de ser atormentada que vira e mexe tá na sua mente, ou gostar da temática) querer ler algo especifico e não encontrá-lo é um motivador primordial! Inúmeras vezes já cansei de procurar algo pra ler e não consegui encontrar e seguiu-se a frase "Ok, então eu mesma escrevo isso", não que signifique que eu tenha terminado todas, mas, tentamos. E essa sensação de ler algo que você mesma escreveu, depois de um tempo, e se acabar de rir/chorar/fangirlar nem Mastercard compra XD

    ResponderExcluir

Não gostaria de entrar e tomar uma xícara de café?

Tecnologia do Blogger.