Afinal, Como eu Planejo Minhas Histórias?

domingo, outubro 02, 2016


Olá, pessoal.
A ironia desse post é que ele estava planejado para sair quando a page alcançasse 9k de seguidores, o que aconteceu dia 23 de junho. Só que eu não estava esperando que isso acontecesse tão rápido (MUITO OBRIGADA POR APOIAREM A PAGE, PESSOAS ), então... bem, peço desculpas pelo atraso enorme. Estive um pouco ocupada com alguns outros projetos nos últimos meses, mas enfim... O post saiu, é o que importa.
Vamos lá.
Resolvi escrever isso porque vejo muitas pessoas com dúvidas sobre planejamento de histórias. Como faz? Por que parece tão difícil? Qual a melhor maneira? Realmente faz diferença?
Desde já, aviso que não existe isso de "melhor forma de plot". A melhor forma é a que funciona para você, então depois que eu expor e explicar meu método, fique livre para adaptá-lo e modificá-lo à vontade se gostar dele e quiser tentar. Se não funcionar, só procurar outro.
Se preferir um método mais intuitivo e escrever totalmente sem plot, ou apenas registrando a ideia principal, não há nada de errado. Apenas é mais arriscado, mas cada um sabe de si. Então se não gosta de escrever com plot, tudo bem também.
Mas caso queira saber como, afinal, eu dou vida às minhas histórias, só continuar lendo. Obviamente, não usarei plots meus aqui para não dar spoilers. Vai que alguém resolve ler as besteiras que escrevo? Não vai ter graça nenhuma começar a ler já sabendo de tudo. Então tentarei explicar o melhor possível sem exemplos. Vamos ver se consigo.
Agora pega o caderninho de anotações e vemk.


1) Resumo Geral
Essa é a primeira etapa. Registro a ideia principal e começo a desenvolvê-la no geral, adicionando as subtramas. Escrevo em geral tudo o que me vem na cabeça a respeito disso, até o final, como se tivesse contando a história inteira pra alguém.
Depois de um tempo, volto e reviso tudo, vejo o que precisa ser retirado, acrescentado ou melhor desenvolvido, e repito o processo até achar que está bom. Às vezes, basta uma releitura. Em outros casos, leio mais de vinte e altero tudo várias e várias vezes até o produto final.
Depois disso, vem a parte dois.

2) Expansão do Resumo Geral
Em algum momento dessas inúmeras releituras, eu vou detalhando o plot o máximo que puder. Em alguns casos, se o personagem piscar, está lá no planejamento. Quanto mais tramas e mais personagens envolvidos, mais eu sinto a necessidade de colocar exatamente o que eles vão dizer uns pros outros, como vão agir, que descobertas vão fazer, etc.
Essa fase também inclui a inserção de notas. Usando o recurso de comentários do Word, marco o que ainda preciso pesquisar, se determinada informação ficará apenas com o personagem ou só com o leitor (ou nenhum dos dois vai saber de nada por enquanto), se algo parece estranho, etc.
Assim tenho controle de tudo o que fiz e do que ainda precisa ser feito. Ao longo dessa fase, sigo as notas para fazer as pesquisas e depois dela, vou fazendo os ajustes necessários.

3) Ficha de Personagens
Na verdade, essa fase acontece meio que ao mesmo tempo com a segunda, mas resolvi falar dela em separado para não confundir muito as coisas.
Para desenvolver melhor os personagens e também para conhecê-los direitinho, faço uma ficha geral com dados (nome, idade, família, local onde mora, profissão, peso, altura, etc.), depois algo sobre aparência física (cor de cabelo, de olho, de pele... detalhes que possam ser importantes como tatuagens, piercings, cicatrizes, etc e até o estilo de roupas, sapatos e acessórios são mencionados aqui).
Por fim, vem a parte mais importante. Quem é esse personagem? O que ele pensa do mundo? E das pessoas ao redor? E de si mesmo? Como ele encara as dificuldades e as coisas boas que acontecem? O que ele teme? O que o motiva? Qual seu objetivo? Como se relaciona com a família, os amigos, os colegas de sala ou de trabalho, com o interesse romântico? E muitas outras.
Algumas fichas acabam sendo mais detalhadas, dependendo da importância do personagem (protagonistas normalmente têm as fichas mais extensas, ao passo que a dos secundários é um pouco mais enxuta e a dos acessórios é só um resumo de como ele é e qual função exercerá na história).
Coloco até mesmo coisas que nem farão tanta diferença assim na história, como cor preferida, músicas que gosta, etc. Ajuda bastante a compor o personagem pensar nele como uma pessoa que realmente existe.

4) Sinopse dos Capítulos/Lista de Cenas
Revisão do resumo geral feita e fichas de personagens devidamente terminadas, agora é a hora em que volto para o resumo geral e começo a dividir os capítulos.
Minha preocupação é que em cada um algo interessante aconteça, algo que traga algum tipo de emoção nos leitores, mesmo que não tenha uma ação propriamente dita e seja mais o personagem refletindo sobre as consequências do que fez até então.
Nessa parte, tenho duas opções, embora tenha optado mais pela segunda nesses últimos tempos. Dependendo da história, posso fazer a sinopse dos capítulos, um texto corrido abordando tudo o que acontecerá nele, ou lista de cenas, meu preferido.
Nas listas de cenas, uso o esquema de tópicos para ordenar o que acontece e quando. Tenho curtido mais essa forma de planejar os caps porque se me falta ideia para determinada parte, posso ir pra outra sem maiores prejuízos e depois fica mais fácil de conectar tudo.
É quase como se eu estivesse fazendo uma apresentação em power point pra apresentar na faculdade HUE

5) Revisão Final
Depois de tudo isso pronto, me preocupo em ver o todo e em me fazer algumas perguntas. No geral, o enredo está claro? Os personagens agem conforme suas personalidades? Se não, têm algum bom motivo para isso? Todos os conflitos são resolvidos? Se sim, são soluções convincentes? Há algum buraco grande na trama? As ações parecem plausíveis com o universo da trama, o estilo da história e as personalidades dos personagens? Em geral, eu consegui cumprir meu objetivo com a história? Passei minha mensagem?
Caso perceba que ainda há algo errado a corrigir ou alguma pesquisa para fazer, concluo essas etapas, acrescento as informações novas e volto para uma nova revisão. É um processo meio cansativo e repetitivo, mas extremamente necessário pra que tudo na história saia certinho e o enredo saia bom, do jeito que eu preciso que saia.
Agora vocês entendem porque não postei nada de novo nos últimos dois anos HAHAHAHAH 

E vocês costumam fazer plot? Se sim, qual o método mais usado? Alguma dica, sugestão, elogio ou crítica? Só deixar nos comentários. Até o próximo domingo :D

Um comentário:

  1. Fico impressionada com a qualidade dos seus posts! Sou apaixonada pelo teu blog! <3

    ResponderExcluir

Não gostaria de entrar e tomar uma xícara de café?

Tecnologia do Blogger.