Guia Prático de Como Fazer uma Boa Fanfiction: Mundo ou Ambientação



Ambiente, espaço ou mundo é o lugar onde se passa a história. Dependendo de sua ideia, pode ser o nosso mundo, uma versão alternativa de nosso planeta ou ainda um planeta inventado completa ou parcialmente por você (mais comum em histórias de fantasia). Ele também pode ser definido pela época ou tema e ser majoritariamente futurista, medieval, de terror, mágico, etc.
Tudo vai depender de sua escolha, mas algo que vai ser sempre necessário é pesquisa. Mesmo que decida escrever em nosso mundo, eventualmente você pode se deparar com pontos que não conhece. Uma profissão, tempo histórico ou evento que não estudou o bastante para escrever com propriedade.
Há inúmeros sites na internet e livros. Se preferir, também pode conversar com pessoas que dominam essa área do conhecimento para descobrir aquilo que falta. Se jogue de cabeça e descubra tudo o que for necessário para construir um enredo com verossimilhança.
Se pretende escrever uma Terra alternativa, em que a mudança de um evento alterou severamente o curso da história, além de pesquisa você vai precisar de uma boa dose de imaginação para pensar no que aconteceu diferente e como tais acontecimentos afetaram a linha do tempo.
Já se o objetivo é criar um mundo inteiro, o desafio tende a ser ainda maior. Aqui você vai ter que criar tudo, desde o início. Religiões, culturas, regras sociais, fauna, flora, geografia, etc. Mas calma, o que não falta é dica para tornar esse processo menos complicado.
Aqui vão algumas:
- Pesquise! Não apenas técnicas para construir pontos específicos (como raças, culturas, etc.), mas também é interessante verificar como as civilizações se desenvolveram em nosso mundo para ter uma referência na hora de criar as suas. O real é uma fonte inesgotável de inspiração para o imaginário. Aproveite!;
- Leia muito. Não somente obras que você pretende usar como referência, mas tudo pode ser usado como material de pesquisa e fonte de ideias. Mesmo aquele livro que menos tem a ver com um mundo fantástico pode funcionar por ser, de qualquer forma, o retrato de determinado povo ou tempo histórico, algo que você pode usar de base na hora de criar a ambientação;
- Cuidado com as descrições. Descrever de menos pode deixar seu leitor perdido e sem saber onde a história se passa fisicamente. Porém descrições muito longas podem entediar e distrair seu público. Procure equilibrá-las e escolher momentos para descrições do ambiente. Não é recomendado que isso aconteça em cenas de ação, por exemplo, a não ser que o local seja usado na cena de algum modo. Por outro lado, em trechos de viagens ou explorações, as descrições são quase que exigidas para que o leitor conheça o local, de preferência pelos olhos do seu personagem e as sensações que tal lugar causa nele.
- Pense nos detalhes. Eles enriquecem sua narrativa e dão uma noção de completude.
- Use referências visuais. Elas ajudarão você a escrever (e, sobretudo, descrever) melhor, além de proporcionar a seus leitores uma forma fácil de identificar cada lugar com rapidez. Lembre-se do exemplo de “Game of Thrones”, em que há vários castelos mencionados, mas o Martin toma cuidado de dar características que tornam possível para nós diferenciar a Fortaleza Vermelha de Winterfell, de Jardim de Cima, de Castelo Negro, do Ninho da Água e por aí vai.
- Registre tudo. Raças, línguas, habitantes, geografia, costumes, animais e plantas mais encontradas em determinado lugar, etc. Ainda que boa parte disso não vá para a história, funciona como um guia para que você não se perca no próprio universo nem esqueça nenhum detalhe de suas criações. Se achar necessário, faça mapas. Ajuda bastante.
Por fim, quero indicar uma série de artigos com a qual colaborei e está disponível lá no blog da Liga dos Betas (que é excelente, aliás. Recomendo). Trata-se dos posts sobre como criar um mundo em 6 dias, ou talvez mais -rs. Aqui vocês podem encontrar a parte 1, a 2 e a 3, que foi feita por mim.
Bom domingo e até a próxima semana.

2 comentários:

  1. Sempre que eu penso em construção de mundo eu acabo de um jeito ou de outro pensando no trabalho de background que Silmarillion e até Contos Inacabados representam, Tolkien é uma ótima inspiração nesse aspecto, a genialidade da primeira era é algo magnifico <3 History of Middle Earth também pode dar uma boa visão de evolução da própria Terra Media, e das modificações que ele fez, mas ai é um nível de pesquisa mais profundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho até vergonha de dizer que estou construindo um mundo de fantasia quando tem a Terra Média pro pessoal comparar. Tipo, nunca vai ficar sequer perto HUAHAUAHAU Mas ok, eu sobrevivo. Espero HAUAHAUAHAU Quero ler todos esses, mas infelizmente só deu tempo ler O Senhor dos Anéis e O Hobbit mesmo HAUAHAU

      Excluir

Não gostaria de entrar e tomar uma xícara de café?

Tecnologia do Blogger.