Pequenas Mudanças e Grandes Viradas no Plot

domingo, agosto 13, 2017

Olha, vocês perdoem minha falta de criatividade pra dar nome pros posts especialmente hoje. Bem, sempre me disseram que o que importa é o conteúdo, então é nisso que estou me confiando dessa vez rs
Mas vamos lá!
O post de hoje é resultado de um belo flop (pra variar rs) no Facebook, mais especificamente nos grupos do Nyah e do Wattpad. Resolvi trazer pro blog porque acho que apesar de tudo, a reflexão vale a pena e eu queria que mais pessoas tivessem a oportunidade de participar dela.
Antes de mais nada, peço que veja este vídeo:



Pra quem tem preguiça, está sem fones, não pode ver agora ou não gosta do Jovem Nerd (sai da minha casa!), o vídeo fala, entre outras coisas, como mudanças na ordem dos acontecimentos de um filme (no caso, do filme "Passageiros" com o mano lá do "Guardiões da Galáxia" e a Katniss) podem deixar o enredo muito melhor e interessante aos olhos de quem está assistindo.
Ainda não vi esse filme, mas mesmo sem ter o referencial da obra, gostei muito mais dele rearranjado. Virou outra história, mas muito mais interessante, agradável e capaz de nos proporcionar uma reflexão sobre nós mesmos do que a original.
E isso me fez pensar em como isso também funciona para livros. E nossas historinhas, também, claro. Mesmo que você não tenha pretensão de publicar (como eu não tenho), sei que deve ter vontade de sempre escrever o melhor que puder (como eu também tenho). Por isso quero propor essa discussão: como ficaria sua história se você alterasse algo aparentemente bobo nela, mas capaz de dar outra dimensão a seu enredo?
Vamos dormir hoje pensando nisso.
E para quem, como eu, está reescrevendo histórias, essa reflexão se faz ainda mais necessária. Muitas vezes, nem precisa reescrever do zero. Uma alteração aparentemente simples pode mudar tudo e deixá-la melhor e mais completa. Uma mudança na ordem dos acontecimentos. Uma decisão diferente do personagem. Um novo personagem entrando, ou alguém que não tem mais tanta serventia assim saindo.
Para quem ainda não sabe (seja bem-vindo... sério, a única chance de você não conhecer minha Odisseia de reescrita de umas histórias que se arrasta há quase um ano é ter acabado de chegar por estas bandas. Vá ali ao lado em "Marcadores", clique em "NaNoWriMo" e divirta-se!), estou reescrevendo três histórias. Cada uma delas está em níveis diferentes de finalização e tomei diferentes decisões para elas.
Em "Moonlight", as mudanças foram mais simples. Apenas excluí alguns personagens que não tinham muita importância para deixar mais espaço para desenvolver as tramas e subtramas. Dei aquela clássica "juntada de personagens", que é basicamente pegar dois personagens com função semelhante e unir em um só. Outros foram completamente removidos da história e ainda há um terceiro grupo que "guardei" para usar no futuro (contando agora por alto, a série vai ter cinco livros). Dentre os sobreviventes, alguns mudaram de função e de arco na trama (na primeira versão, por exemplo, dois personagens eram irmãos. Na atual, eles são noivos e moram juntos. Deixou a trama mais limpa e facilitou o desenvolvimento de arcos que antes ficavam bem travados).
Em "Firestorm/Tempestade de Fogo" (tanto faz o nome, soa bem nas duas línguas, ainda não sei qual vou deixar, mas whatever), as mudanças foram um pouco mais além. Criei alguns personagens do 0, inclusive a protagonista. A Arianne (melhor pessoa!) não existia na primeira versão, depois virou um personagem secundário que cresceu tanto que chutei a protagonista anterior e dei a história pra ela. Também incluí mais pessoas e modifiquei a personalidade de alguns personagens para que ficassem mais "únicos" e os leitores pudessem facilmente diferenciá-los só de ouvi-los falando. Se consegui? Não sei. Me digam quando a história for postada rs
Já em "Sangue Eterno", mudou tanta coisa que quase ninguém vai reconhecer a história original. Algumas partes permaneceram quase intocadas. Mas de resto... Mudei personalidade dos personagens, nível de relacionamento entre eles, pessoas que ficavam vivas na primeira versão agora morrem, e outras que morreram antes permaneceram vivas aqui. Sem contar com o aprofundamento da personalidade de nosso casal de protagonistas, que agora quase parece que realmente existem (pelo menos aos meus olhos rs).
E não ficou só nisso. Excluí capítulos inteiros que não acrescentavam nada, retirei ou fundi dois personagens num só (pra retirar tudo o que estava sobrando e só servia pra encher linguiça), aprofundei alguns pontos do plot e sinto que agora os mistérios se solucionam de forma bem mais natural e verossímil. Além disso, os personagens agora têm motivações mais fortes, mais coisa em jogo pra perder.
Resumo da ópera: não está sendo fácil, ainda estou um pouco longe de finalizar tudo, mas estou imensamente satisfeita com as alterações que fiz/estou fazendo em cada um dos meus textos (até aqueles que ainda nem pude trabalhar de verdade e apenas comecei a pensar direitinho no que quero mudar).
Deu muito trabalho chegar a essas conclusões e fazer as escolhas que fiz. Arranquei os cabelos, chorei e virei noites dedicada a resolver alguns nós que tinham ficado pelo caminho, mas devagar a gente vai chegando aonde quer e deixando tudo exatamente como quer.
Mas e vocês? Já passaram por essa experiência de reescrever textos antigos? Estão pensando nisso? Já fizeram suas escolhas ou ainda estão deixando amadurecer alguns pontos? Como é esse processo de reescrita pra vocês?
Deixem aqui nos comentários e nos vemos no próximo domingo :D

5 comentários:

  1. Eu tomei uma coragem de reescrever um texto antigo só que eu realmente não consigo pegar aquilo por nenhuma das pontas T_T
    Era uma fanfic que eu fazia com uma amiga, de amor doce, se eu fosse reescrever a minha vontade era de jogar aquilo tudo no lixo e começar do 0
    Ou seja, do projeto de reescrever "Nem tão Certinho Assim" 0% está concluído e 1% em andamento T.T
    Sem contar com a minha fanfic que tenho que escrever o capitulo final e começar a escrever "Water Boy" e um projeto que ainda não concluí que estou pensando em chamar "Anorexia" ou algo do tipo, já que o personagem principal tem essa doença e tudo mais.
    Basicamente? Estou ferrada, a procastinação está grande e a minha vontade é de ficar jogando Saints <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Relatando minha experiência com reescritas, é bem normal a gente ficar perdida no começo. Sabemos o que queremos mudar, mas não como, e sempre tem aquela parte que incomoda, mas a gente não sabe bem por quê.
      Uma dica é voltar ao planejamento inicial, se tiver um, ou tentar fazer um se não tiver. No caso de "Sangue Eterno", eu não tinha planejamento nenhum, então fui reler tudo desde o começo e anotei o que tinha feito em cada capítulo. Depois, fui destacando aquilo que poderia permanecer tal como estava, o que precisaria de apenas uma melhorada e o que eu teria que fazer do 0. Esse acompanhamento me ajudou bastante a ter uma noção do trabalho que eu teria pela frente.
      Com isso em mãos, só ir pensando em quais os conflitos da história, como vai resolvê-los, como eles serão desenvolvidos, etc. Mas já aviso que dá um trabalhinho mesmo, e é normal ficar meio desmotivada no início. Só não desista ♥ Leva um tempo pro trabalho pegar no tranco e a gente começar a ver a história tomar forma, mas é tão satisfatório quando começamos a ficar felizes com o que estamos fazendo que nem me vem qualquer palavra pra descrever a sensação hahahah
      Boa sorte com a história e precisando de ajuda, só chamar \ô/

      Excluir
  2. Sem contar os outros trilhões de projetos que tenho, algumas fanfics, outros originais

    ResponderExcluir
  3. Desde que eu vi o vídeo lá no face eu fiquei pensando muito em resgatar duas histórias minhas que abandonei por não mais me divertir escrevendo. Dai, percebi que além dos fatores emocionais por trás de uma delas, com amigas que atualmente nem falo mais, o principal problema talvez seja as semelhanças na trama das protagonistas. Carreira e coisas assim. Uma das minhas opções seria chutar uma delas, mas eu meio que gosto das duas, então acho que talvez eu ou mude uma delas de área ou a faça o extremo oposto da outra (o que talvez me ajudasse na vontade de escrever algo meio “vilã”/caráter contraditório/contestavel como principal.
    Adorei sua dica de releitura e anotações do que funcionava na versão original, vou adotar isso. Mas, quanto as próprias anotações em si, eu fazia muitas no caderno, mas acho que to ficando bem mais perdida nisso que tudo. O Trello realmente ajuda? Tem post sobre ele, ou pretende fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algo que pra mim funciona quando tenho duas histórias muito parecidas é tentar uni-las. Geralmente dá certo e consigo fazer isso mantendo um(a) protagonista só. Em outros casos, faço duas/dois principais. Acho que vou fazer um post pra desenvolver melhor, mas basicamente analiso o que as duas histórias têm em comum e se são muitos pontos, junto e tento fazer uma só envolvendo a trama geral das duas. "Moonlight" e "Livrai-nos do Mal" surgiram assim (dessa última não falei nada ainda hahahaha quem sabe em posts futuros?
      E pretendo fazer um post sobre o Trello e outro sobre o Habitica, que também me ajudou bastante lá atrás quando ainda estava começando a me organizar. Só preciso de um pouquinho de tempo pra isso. Quero fazer textinhos bem detalhados ensinando a usar ^^

      Excluir

Não gostaria de entrar e tomar uma xícara de café?

Tecnologia do Blogger.